A EFICÁCIA DA LINHA LEVON COSMÉTICOS NO TRATAMENTO DE EFLÚVIO TELÓGENO
A EFICÁCIA DA LINHA LEVON COSMÉTICOS NO TRATAMENTO DE EFLÚVIO TELÓGENO

A EFICÁCIA DA LINHA LEVON COSMÉTICOS NO TRATAMENTO DE EFLÚVIO TELÓGENO: UM ESTUDO DE CASO

 

THE EFFICACY OF THE LEVON COSMETIC LINE IN THE TREATMENT OF EFLÚVIO TELÓGENO: A CASE STUDY

 

Genilda Peres Rodrigues Pidde¹

Leonardo Arantes Bisinotto ²

 

¹ Pós-Graduanda em Tricologia FATEG/EUROAMÉRICA.

² Especialista em Tricologia. Orientador da Pesquisa.         

 

 

RESUMO: Por ser uma das maiores preocupações entre os clientes com queda de cabelo fora do comum, o eflúvio telógeno (ET), que se define por uma queda transitória, pode levar pessoas a apresentarem quadros de depressão, baixa autoestima, ansiedade e mudança de hábitos de vida. Este tipo comum de queda capilar, com o número de fios telógenos e de fios perdidos por dia, pode acometer qualquer faixa etária e corresponder a diversos fatores tanto físicos como psicológicos. Desse modo, este artigo descreve os resultados do tratamento do eflúvio telógeno com terapias capilares combinadas a partir de protocolos específicos, com massagem craniana e aplicação de cosméticos duas vezes na semana, a fim de tratar a queda de cabelo. Os resultados satisfatórios sugerem novos estudos na área com um grupo maior de voluntários.

Palavras-chave: Calvície. Eflúvio telógeno. Masculino. 

ABSTRACT: Because it is one of the biggest concerns among clients with unusual hair loss, telogen effluvium (ET), which is defined by a transient drop, can lead people to develop depression, low self-esteem, anxiety, and change in eating habits life. This common type of hair loss, with the number of telogen strands and wires lost per day, can affect any age group and correspond to several factors, both physical and psychological. Thus, this article describes the results of treatment of telogen effluvium with combined capillary therapies from specific protocols, with cranial massage and cosmetic application twice a week in order to treat hair loss. Satisfactory results suggest new studies in the field with a larger group of volunteers. 

Keywords: Baldness. Fluvial. Masculine. 

 

1 INTRODUÇÃO

 

A queda de cabelo, por ser uma das maiores preocupações entre os clientes, pode levar as pessoas a apresentarem quadros de depressão, ansiedade e até mudanças de hábitos de vida. Este sinal clínico pode demorar de dois a quatro meses para diminuir os sintomas. Quando constante, a queda capilar pode ser caracterizada como eflúvio telógeno (ET) –que se define por sua característica transitória, podendo evoluir de nível agudo para crônico se não tratado corretamente.

A haste capilar cresce em ritmos de ciclo com três fases distintas que se repetem por toda a vida: fase anágena, fase catágena e fase telógena. Na fase anágena, inicia-se o crescimento do pelo, e as células são produzidas em ritmo acelerado. Na catágena, há o encolhimento do fio do cabelo até um terço de seu comprimento, e nem todas as atividades dessa etapa são destrutivas. Na fase telógena, ocorre o descanso, quando normalmente o eixo do cabelo cai e o folículo permanece de três a seis meses. Durante esse processo de desenvolvimento, o folículo pode sofrer algum trauma, ocasionando a queda capilar (HALAL, 2013).

Diante disso, este estudo aborda o tratamento do eflúvio telógeno e se pauta no seguinte questionamento: Os recursos terapêuticos manuais – massagem craniana para melhorar a oxigenação do couro cabeludo, uso de cosméticos como esfoliante, que causa afinamento e limpeza do couro cabeludo, de shampoo para controle de oleosidade, máscara para controle de pH dos fios e sérum para estimular os folículos pilosos – podem melhorar o quadro de eflúvio telógeno?

A hipótese sugerida é de que as técnicas manuais de massagem craniana, que, segundo Guirro e Guirro (2004), compreende movimentos como deslizamento, amassamento, pinçamento, fricção e percussão, têm a finalidade de melhorar as condições circulatórias, liberando as aderências e eliminando os resíduos metabólicos. Associada à aplicação de cosméticos de forma tópica, juntamente à terapia capilar, a massagem pode intervir no desenvolvimento do eflúvio telógeno de modo eficaz, apontando melhoras no quadro de queda capilar. Para tanto, foi necessário descrever os recursos terapêuticos manuais, tais como a massagem craniana para melhorar a oxigenação do couro cabeludo e o uso de cosméticos como esfoliante, shampoo, máscara e sérum, a fim de estimular os folículos pilosos, questionado a possibilidade de melhora do quadro patológico de eflúvio telógeno, bem como de crescimento de novos fios.

Segundo Júnior e Carvalho (2012), problemas de queda capilar podem estar acompanhados de um elevado grau de ansiedade. Saber disto é relevante, uma vez que a própria ansiedade gerada pelo problema é capaz de manter ou agravar quedas capilares de toda ordem. Este assunto, tão bem explicado em um artigo publicado em 2004 por um grupo de médicos alemães no Journal of Investigative Dermatology, que apresenta impacto da queda capilar na vida dos pacientes, merece atenção por elucidar algo simples, mas que realmente necessita ser trabalhado pelos profissionais e pelos pacientes em seu cotidiano.

Conforme entendem os autores, perder cabelos é algo que nos pega de surpresa. A grande maioria das pessoas, mesmo aquelas que não estão satisfeitas com seus cabelos (devido a cor ou tipo – ondulado, liso, oleoso, ressecado), prefere tê-los como são a vê-los caírem a cada banho ou escovada. E como a queda capilar pode ser insidiosa (chegar de mansinho) ou abrupta, quanto menos se espera, ao menor descuido, muitos cabelos já se foram. O tipo comum de queda capilar com número de fios telógenos e perdidos por dia pode acometer qualquer faixa etária e ser resposta a diversos fatores tanto físicos como psicológicos.

O eflúvio telógeno agudo está normalmente associado a um evento que ocorre de dois a quatro meses antes do diagnóstico. A alteração do ciclo capilar (entrada de fios mais rapidamente na fase telógena) pode ser induzida, por exemplo, com medicamentos, alterações de métodos contraceptivos ou terapias de reposição hormonal, doenças sistêmicas (como anemia e hipotireoidismo), dieta de emagrecimento, deficiências nutricionais (de proteína, ferro, zinco e vitamina), estresse, pós-parto, dentre outros fatores. O eflúvio telógeno crônico não está associado a um fator desencadeante, visto que a queda capilar é continuada e ocorre por longos períodos (DAMAZIO; MAKINO, 2017).

Desse modo, são perceptíveis a relevância deste tema e a necessidade de apresentar uma solução para o problema recorrente por intermédio de terapias manuais e cosméticas. A partir da realização de alguns métodos de intervenção, este estudo objetivou evidenciar os benefícios adquiridos, com base na investigação ampla do quadro e elaboração de um conjunto de estratégias de tratamento, para que o cliente possa adquirir mais equilíbrio e capacidade de enfrentamento perante seus problemas capilares. Isto porque a evolução da ciência na área da tricologia hoje permite driblar os genes causadores desse mal, minimizando a certeza de um futuro sem cabelos. E quanto mais precoce o diagnóstico do problema capilar, mais fácil será sua solução (BARSANTI, 2009).

Como objetivos específicos, este trabalho apresenta a necessidade de identificar características sobre a queda transitória de cabelo, bem como sua correlação com a fisiologia dos mesmos, além de observar aspectos de saúde nutricional e emocional e investigar como as terapias capilares, desmembradas em técnica manual (massagem craniana), associadas ao uso de cosméticos específicos, podem ser eficazes no tratamento desta patologia denominada de eflúvio telógeno.

Sendo assim, objetiva-se, de modo geral, descrever os resultados do tratamento com o uso de uma terapia manual e cosmética, com protocolo específico da linha profissional Levon Cosméticos, que propõe em sua filosofia cuidar dos cabelos e do couro cabeludo da melhor forma, com intuito de obter resultados satisfatórios e recrescimento de fios. Os resultados indicam que os recursos terapêuticos ao tratamento capilar podem ser eficazes e apresentarem melhora no quadro de eflúvio telógeno. Também foi observado durante a proposta de terapia reações durante um intervalo sem a aplicação do tratamento, para avaliar o que aconteceu e como reagiu o couro cabeludo, e manifestações motivadas por alterações como interferências emocionais e/ou doenças sofridas pelo voluntário durante a pesquisa.

 

2 METODOLOGIA

 

Este trabalho foi desenvolvido a partir de uma pesquisa bibliográfica atualizada de artigos e estudos publicados nas plataformas Scielo e Google Acadêmico, das quais foram selecionadas pesquisas com os descritores “eflúvio telógeno”, “calvície”, “masculino”. E traz uma abordagem qualitativa desenvolvida por meio de um estudo de caso e observação de fotos em dermatoscópio, antes, durante e depois dos tratamentos com o uso de terapias combinadas, tendo como base um protocolo específico (terapia manual e cosmética), visando analisar e melhorar a rarefação e a saúde do couro cabeludo.

A amostra foi composta com dados coletados de um voluntário do sexo masculino (A.M.P.), de 41 anos, 85 kg e 1,75 de altura, com hipótese diagnóstica de eflúvio telógeno apontada durante uma avaliação realizada pelo tricologista e professor Leonardo Bisinotto. O voluntário, que não esteve em tratamento específico nos últimos cinco anos, aceitou participar do estudo de caso e autorizou a descrição e publicação científica de seu caso clínico, conforme explicitado no Termo de Consentimento Livre e Esclarecido (Anexo A).

O método de coleta aplicado ao estudo consistiu no registro fotográfico do tratamento através da utilização do dermatoscópio Digital Microscope Electronic Magnifier. Lembrando que o diagnóstico das doenças capilares deve ser feito a partir de dados complementares da história clínica e da dermatoscopia estética, que avalia o couro cabeludo (TORRES; TOSTI, 2013). Para realizar o procedimento, foi aplicada uma Ficha de Avaliação de Tricologia (Anexo B) e utilizados dermatoscópio, computador e cosméticos da linha Levon, que tem por filosofia e direção de trabalho a melhoria do quadro de queda capilar, por meio de produtos específicos, tais como o shampoo esfoliante, que contém ativos como argila para auxiliar no controle da oleosidade, alantoína para estabilizar a pele e óleo de melaleuca que traz brilho ao cabelo e esfolia delicadamente a pele do couro cabeludo, retirando o excesso de sujidade; o shampoo estimulante, que contém ativos como menta, que confere refrescância, e nano oil control, que ajuda a controlar a oleosidade, preparando o couro cabeludo para receber nutrientes como nano melaleuca, que limpa retirando as sujidades e os resíduos acumulados e impregnados nos cabelos; máscara condicionadora, com ativos como luna matrix, óleo de coco e manteiga de cupuaçu, que colaboram para equilibrar a fibra capilar, amenizam o ressecamento e promovem nutrição sem pesar os cabelos; e, por último, o sérum capilar concentrado em sua composição, com ativos como o cegaba, nano copper peptídeo, nano factores e uma combinação de extratos que promovem nutrição capilar, não deixando os cabelos ressecados e nem pesados.

Segundo Pereira (2013), os produtos cosmecêuticos enquadram-se entre os seguimentos de cosméticos e farmacêuticos. De uso tópico, destinam-se a auxiliar na redução da queda de cabelo, podem atuar em diferentes mecanismos e contribuem para melhoria do quadro.

O voluntário iniciou o tratamento em 29 setembro de 2017 com o registro de imagens de dermatoscópio e a realização de terapia manual semanal e cosmética com plano de seis meses. No dia 20 de março, iniciou-se o intervalo de três meses no qual usou somente cosméticos de linha comerciais, para observar, também, através do recurso de imagens, o que aconteceria com seu couro cabeludo durante a pausa, retornando as terapias de 20 junho de 2018 até 29 setembro de 2018, com novo registro de imagens do couro cabeludo.

Os procedimentos da terapia foram realizados duas vezes por semana (segunda e sexta-feira). A aplicação foi feita na residência do voluntário por uma terapeuta, com duração de 30 minutos cada aplicação, e seguiu as seguintes etapas:

  • Terapia manual (massagem craniana) por 5 minutos para melhorar a oxigenação do couro cabeludo;
  • Logo após aplicou-se o pré-shampoo esfoliante no couro cabeludo seguido de uma massagem de 2 minutos com pausa de 5 minutos e enxágue;
  • A seguir, foi feita a lavagem com o shampoo estimulante e, logo após, o enxágue, aplicou-se o shampoo novamente com uma pausa de 3 minutos. Após o enxágue, fez-se o uso da máscara condicionadora nos fios com pausa de 3 minutos, seguido de enxágue;
  • Após secagem dos cabelos com a toalha, o tratamento foi finalizado com aplicação do sérum capilar (aproximadamente 20 gotas) no couro cabeludo, deixando secar naturalmente.

 

3 RESULTADO E DISCUSSÃO

 

AS FIGURAS, IMAGENS E ANEXOS DO ARTIGO CIENTÍFICO SOMENTE ESTÃO DISPONÍVEIS NO TRABALHO IMPRESSO NA BIBLIOTECA DA EUROAMÉRICA – INSTITUTO TÉCNICO PROFISSIONAL.

A dermatoscopia realizada no voluntário A.M.P., com hipótese diagnóstica de eflúvio telógeno, resultou nas fotografias apresentadas a seguir, divididas da seguinte forma: do lado esquerdo constam as imagens realizadas antes do tratamento proposto; no centro, as imagens durante a pausa do tratamento da mesma região; do lado direito, a foto após o final do tratamento retomado.

 

Frontal antes

Frontal pausa

Frontal pós-tratamento

Figura1 - Tricoscopia frontal.

Fonte: Imagem dermatoscópica realizada pela autora (2018).

 

A Figura 1 (frontal – antes)apresenta à esquerda espaçamento de fios com baixa densidade, fios afinados e couro cabeludo espesso. No centro(frontal – pausa), verifica-se aumento do espaçamento entre os fios e couro cabeludo com aparência oleosa. À direita (frontal pós-tratamento), nota-se o aspecto de pele homogênea, fios encorpados e com maior densidade.

 

Frontal antes

Frontal pausa

Frontal pós-tratamento

Figura 2 - Tricoscopia frontal direito

Fonte: Imagem dermatoscópica realizada pela autora (2018).

 

Na Figura 2, à esquerda vê-se o espaçamento de fios com baixa densidade, fios afinados, folículos vazios e couro cabeludo espesso. No centro,fios encorpados com ausência de folículos vazios e couro cabeludo com aparência oleosa. À direita, verifica-se o aspecto homogêneo da pele, fios encorpados e maior densidade.

 

Têmpora antes

Têmpora pausa

Têmpora pós-tratamento

Figura 3 - Tricoscopia têmpora direita

Fonte: Imagem dermatoscópica realizada pela autora (2018).

 

A Figura 3, que apresenta como referência a imagem da têmpora antes, durante a pausa e depois, demonstra à esquerda espaçamento de fios com baixa densidade e couro cabeludo espesso. No centro, nota-se ocouro cabeludo com descamação e fios encorpados. E àdireita, tem-se uma pele com aspecto homogêneo, fios encorpados com maior densidade, couro cabeludo com ausência de descamação.

Parietal antes

Parietal pausa

Parietal pós-tratamento

Figura 4 - Tricoscopia parietal

Fonte: Imagem dermatoscópica realizada pela autora (2018).

 

Na Figura 4, pode-se perceber, à esquerda, o espaçamento de fios com baixa densidade, fios afinados, miniaturização dos fios. No centro, couro cabeludo com aparência oleosa, fios encorpados e ausência de fios miniaturizados. Após o tratamento, verifica-se o couro cabeludo com aspecto homogêneo, fios encorpados e com maior densidade, e fios novos.

 

Occipital antes

Occipital pausa

Occipital pós-tratamento OC3

Figura 5 - Tricoscopia occipital

Fonte: Imagem dermatoscópica realizada pela autora (2018).

 

Por fim, na Figura 5, cuja imagem foi referenciada como occipital com intervalos antes, durante a pausa e após o tratamento, pode-se perceber, à esquerda, espaçamento de fios e couro cabeludo espesso. No centro, verifica-se a presença defios mais afinados, aspecto de pele com eritema (vermelhidão). Eà direita,após o tratamento, nota-se o aspecto de pele homogênea, fios afinados e pele com eritema (vermelhidão).

A dinâmica do tratamento foi descrita a seguir no Quadro 1:

 

Quadro 1 – Descrição do tratamento no período de 29/09/2017 a 29/09/2018

Início de tratamento com os cosméticos

 

29/09/2017 a 20/03/2108

Pausa de 3 meses do tratamento (com uso de produtos comerciais)

20/03/2018 a 20/06/2018

Retorno do tratamento com Levon Cosméticos

21/06/2018

Finalização do Tratamento

29/09/2018

Queixa principal: Queda de cabelo

 

Queixa principal:

Queda de cabelo moderado, descamação intensa no couro cabeludo (caspa) e eritema

(vermelhidão)

Queixa principal:

Queda de cabelo moderado, descamação intensa no couro cabeludo (caspa) e eritema

(vermelhidão)

Através das imagens do couro cabeludo e relatos do voluntário, pode-se perceber melhora significativa quanto à descamação do couro cabeludo

e vermelhidão, o voluntário relatou ainda que percebeu melhora na queda capilar.

Durante o Tratamento:

Por meio de relatos do voluntário, houve melhora no aspecto do couro cabeludo quanto à descamação e vermelhidão e queda capilar estabilizada.

Intervalo:

Conforme relatos do voluntário no final do terceiro mês do intervalo e através de imagens da tricoscopia, foi observado descamação em excesso, vermelhidão no couro cabeludo e queda intensa dos fios.

Durante o Tratamento:

Conforme relatos do voluntário no segundo mês após retornar ao tratamento, houve melhora no aspecto do couro cabeludo, quanto à descamação e vermelhidão.

Durante o tratamento/

interfêrencias:

Durante a proposta de 6 meses, houve interferências com evento de desequilíbrio emocional e doença

(dengue)

 

O quadro compreende o início, o período de intervalo, retorno do tratamento e finalização, cujas principais características físicas foram percebidas tanto pelo voluntário como pela terapeuta.

O plano proposto de seis meses de tratamento com terapia duas vezes na semana e três meses de intervalo apresentou significativa melhora no couro cabeludo, fios encorpados e queda estabilizada. No entanto, houve algumas interferências emocionais e doenças em que o voluntário relata que os cabelos voltaram a cair muito. Nesse período, foi observado vermelhidão e muita descamação no couro cabeludo.

Segundo Damazio e Makino (2017), a pitiríase é a descamação que acomete o couro cabeludo, muito comum na maioria dos indivíduos e conhecida como caspa. Seu aparecimento pode estar relacionado a funcionamento inadequado das glândulas sebáceas, estresse, comprometimento alimentar, permanentes, alisamentos, químicas em geral, processos alérgicos, seborreia, gravidez. O aspecto da caspa, seca ou umedecida, provoca prurido, queda e causa enfraquecimento da haste capilar. O voluntário retornou com as terapias após a pausa de três meses e ficou em tratamento até 29 de setembro de 2018.

 

AS FIGURAS, IMAGENS E ANEXOS DO ARTIGO CIENTÍFICO SOMENTE ESTÃO DISPONÍVEIS NO TRABALHO IMPRESSO NA BIBLIOTECA DA EUROAMÉRICA – INSTITUTO TÉCNICO PROFISSIONAL.

 

4 CONCLUSÃO

 

O tratamento abordado neste artigo, que partiu do questionamento acerca das características da queda transitória de cabelo, bem como sua correlação com a fisiologia dos fios do couro cabeludo, com base na observação de aspectos de saúde nutricional e emocional e na investigação acerca dos benefícios da terapia capilar desmembrada em técnica manual (massagem craniana), associada à eficácia do uso de cosméticos específicos no quadro desta patologia, determinada como eflúvio telógeno, obteve resultados positivos com o uso dos cosméticos da linha Levon, apresentados por um declínio no intervalo com o uso de cosméticos da linha comercial e a retomada da melhora pós-pausa.

Portanto, considerando as implicações da terapia com cosméticos utilizada, foi possível observar a melhora do aspecto do couro cabeludo, com crescimento de novos fios e estabilidade na queda capilar que, durante o estudo, apresentou características predominantes de eflúvio telógeno crônico. Porém, sugere-se que o voluntário continue com a proposta de tratamento e que novas pesquisas científicas da área possam ser realizadas com amostras maiores para verificar e analisar a eficácia de cada uma das terapias supracitadas.

 

AS FIGURAS, IMAGENS E ANEXOS DO ARTIGO CIENTÍFICO SOMENTE ESTÃO DISPONÍVEIS NO TRABALHO IMPRESSO NA BIBLIOTECA DA EUROAMÉRICA – INSTITUTO TÉCNICO PROFISSIONAL.

 

REFERÊNCIAS

BARSANTI, Luciano. Dr. Cabelo: saiba tudo sobre os cabelos, estética, recuperação capilar e prevenção da calvície. São Paulo, SP: Editora Elevação, 2009.

DAMAZIO, Marlene Gabriel; MAKINO, Rosa de Fatima Lago. Terapia capilar: uma abordagem inter e multidisciplinar. São Paulo: Red. Publicações, 2017.

GUIRRO, Elaine Caldeira de O.; GUIRRO, Rinaldo Roberto de J. Fisioterapia dermato-funcional: fundamentos, recursos, patologias. 3. ed. rev. e ampliada. Barueri, SP: Manole, 2004.

HALAL, John. Tricologia e a química cosmética capilar. São Paulo: Cengage Learning, 2013.

JÚNIOR, Leite; CARVALHO, Ademir. Como vencer a queda capilar: soluções para você obter melhores resultados no tratamento da queda de cabelos. São Paulo, SP: Ed. do Autor, 2012.

PEREIRA, Maria de Fátima Lima. Cosmetologia. São Caetano do Sul, SP: Difusão Editora, 2013.

TORRES, Fernanda Nogueira; TOSTI, Antonella. Atlas de doenças do cabelo: diagnóstico e tratamento. Rio de Janeiro: Revinter, 2013.

 

 

ANEXO A –Termo de Consentimento Livre e Esclarecido

 

TERMO DE CONSENTIMENTO LIVRE E ESCLARECIDO

 

Você está sendo convidado(a) para participar, como voluntário(a), de uma pesquisa. Meu nome é Genilda Peres R. Pidde, sou a pesquisadora responsável e minha área de atuação é a terapeuta capilar.

Após receber os esclarecimentos e as informações a seguir, no caso de aceitar fazer parte do estudo, assine ao final deste documento, que está em duas vias. Uma delas é sua e a outra é da pesquisadora responsável. Em caso de recusa, você não será penalizado(a) de forma alguma.

Em caso de dúvida sobre a pesquisa, você poderá entrar em contato com a pesquisadora: Genilda Peres R. Pidde (62) 98508-3426

 

INFORMAÇÕES IMPORTANTES SOBRE A PESQUISA

Título: A EFICÁCIA DA LINHA LEVON COSMÉTICOS NO TRATAMENTO DE EFLÚVIO TELÓGENO: UM ESTUDO DE CASO

Pesquisador que está aplicando este termo de consentimento:

Genilda Peres R. Pidde, terapeuta capilar

 

Objetivo: Descrever os resultados do tratamento com uso de terapias capilares combinadas com protocolos específicos.

 

Procedimento: Caso aceitar fazer parte do estudo, será questionado sobre idade, sexo, peso, altura e responderá questões sobre se esteve em tratamento médico recentemente, se tomou medicamento nos últimos 6 meses, se é fumante, se tem glaucoma, se já teve tumor na cabeça, pescoço e pele, distúrbio da tireoide, se já fez uso de ácidos, se já fez uso de finasterida. E então saberemos se você continuará na pesquisa.

Benefício de sua participação: Com a sua participação nessa pesquisa, você ajudará definir as medidas de tratamento para queda de cabelo, a fim de definir melhor o tratamento destas alterações que prejudicam a qualidade de vida do indivíduo, como fatores emocionais.

Riscos de sua participação: o presente estudo não apresenta risco eminente à saúde do indivíduo ou modelo.

 

Esclarecimentos finais e importantes: Reforçamos que sua participação no estudo é voluntária, isto é, não haverá nenhum tipo de pagamento ou gratificação financeira pela sua participação. O senhor não é obrigado a fornecer as informações e/ou colaborar com as atividades solicitadas pelos pesquisadores. Caso decida não participar do estudo, ou resolva a qualquer momento desistir do mesmo, você não sofrerá quaisquer prejuízos.

 

Nome e assinatura do pesquisador _________________________________________________________________

 

CONSENTIMENTO DA PARTICIPAÇÃO DA PESSOA COMO SUJEITO DA PESQUISA

Eu,________________________________________________________________, RG ______________________________, abaixo assinado, concordo em participar do estudo Terapias combinadas no tratamento de queda de cabelo: um estudo de caso. Fui devidamente informado e esclarecido pela pesquisadora Genilda Peres R. Pidde sobre a pesquisa e os procedimentos nela envolvidos, assim como os possíveis riscos e benefícios decorrentes de minha participação. Foi-me garantido que posso retirar meu consentimento a qualquer momento, sem que isto leve a qualquer penalidade (ou interrupção de meu acompanhamento/ assistência/tratamento, se for o caso).

Local data:_______________________________________________________

 

Nome assinatura do sujeito: ________________________________________

 

ANEXO B – Avaliação de Tricologia

Comentários ():
Voltar